Páginas

domingo, 5 de outubro de 2014

O EVANGELHO NO MUNDO E NOS CORAÇÕES

G. E. JOANA D’ARC - ABERTURA DO PROJETO 2014 – 04 e 05/10/2014
150 anos de O Evangelho Segundo o Espiritismo

O Evangelho no Mundo e nos Corações


PARTE II – JESUS

NARRADOR: Tempos depois, Deus enviou a Terra a segunda revelação.
Jesus nasceu em Belém da Judéia. Seus pais, Maria e José, eram de Nazaré. Nessa cidade Jesus vivia alegremente com seus pais. Era um menino sadio e gostava de brincar, como os outros meninos de sua idade. Sempre muito comportado, não maltratava os animais nem as plantas, e jamais foi visto agredindo seus companheiros. O pai de Jesus trabalhava em sua oficina ao lado da casa. José era carpinteiro. Jesus gostava muito de estar junto ao pai, e quando cresceu um pouco mais, começou a ajudá-lo na execução das encomendas. Manejava com habilidade o martelo, o serrote e outras ferramentas. Fazia trabalhos com a madeira.
Jesus e sua família sempre iam ao Templo, pois eram muito religiosos. Numa dessas idas ao Templo,  quando tinha apenas 12 anos, enquanto José e Maria estavam distraídos, Jesus foi sentar-se com os Doutores da Lei, no Templo, deixando-os surpresos com os seus conhecimentos e com sua inteligência.
Foi batizado por João Batista no Rio Jordão dando início a sua grande missão aqui na Terra, que era mostrar aos homens que eles deveriam se amar uns aos outros.
Dentre os muitos fatos extraordinários da vida de Jesus, podemos citar as curas dos doentes em geral: cegos, paralíticos, leprosos, loucos...
 Jesus curava os doentes da alma e do corpo para mostrar que estava com a verdade, e que seus ensinamentos, quando aplicados, fariam o homem feliz.

Jesus é chamado o Cristo, porque Cristo quer dizer o enviado de Deus. Ele é o nosso Mestre pelos ensinamentos que nos transmitiu.
Jesus disse que “não veio destruir a lei”, isto é a lei de Deus; veio cumpri-la, veio dar-lhe o verdadeiro sentido e adaptá-la ao grau de entendimento dos homens.
O Cristo foi o iniciador da mais pura, da mais sublime moral, da moral evangélico-cristã, que há de renovar o mundo e aproximar os homens e torna-los irmãos: que há de fazer brotar de todos os corações a caridade e o amor do próximo e estabelecer entre os humanos uma solidariedade comum. 




















HISTÓRIAS DO EVANGELHO
O Evangelho de Jesus ensina como devemos viver
E conta histórias tão lindas que eu nunca mais, nunca mais vou esquecer.
Da viúva que deu duas moedinhas, de Lázaro, que ressuscitou,
De Zaqueu, que subiu na árvore, do filho pródigo que prá casa voltou.
Do paralítico que ficou curado, do bom samaritano que ajudou,
De Bartimeu, o cego da estrada, e da mulher que Jesus não condenou. [Refrão]
De Nicodemos, o que não sabia que Jesus falava de reencarnação,
Do semeador que lançou suas sementes, do rei que teve de seu servo compaixão.
Dos homens que enterraram os talentos, da árvore boa que só bons frutos dá.
De duas portas, uma larga e outra estreita e de setenta vezes sete perdoar. [Refrão]
Da multiplicação dos pães e dos peixinhos, do filho da viúva de Naim,
Dos dois homens que oravam diferente, do centurião e sua fé sem fim.
Da cura do endemoninhado, dos dez leprosos e só um que voltou,
Da fé e do grãozinho de mostarda, do moço rico que tão triste ficou. [Refrão]


AS BEM-AVENTURANÇAS

Mestre Jesus
Do alto do monte ensinou
Sua voz como um canto ecoou
Me ensine o caminho Senhor
Do Reino de Paz
Disse Jesus:
Bem-aventurados sois vós, o sal da terra
Que brilhe a vossa luz, a Luz do mundo
Bem-aventurados sois vós
Os pobres de espírito
Bem-aventurados sois vós
Que estais aflitos
Bem-aventurados sois vós
Os pacíficos
Que brilhe a vossa luz, a Luz do mundo
Bem-aventurados sois vós
Os limpos de coração
Bem-aventurados sois vós
Os que perdoam
Bem-aventurados sois vós
Os que choram
Que brilhe a vossa luz, a Luz do mundo






Nenhum comentário:

Postar um comentário