Páginas

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

A CARTA







Connie Durval
Extraido do livro:"A luz dissipa as trevas".
(seleção de texto feita por Paulo Daltro de Oliveira)

NARRADOR: Ruth olhou em sua caixa de correio.So havia uma carta. Não tinha selo nem marcas do correio,somente seu nome e enderêço.
Decidiu ler a carta:

JESUS(voz oculta): Querida Ruth :
Estarei próximo de sua casa, no sábado, à tarde, e passarei para visitá-la.
Com amor,
Jesus
NARRADOR: As mãos da mulher tremiam quando colocou a carta sobre a mesa.

RUTH: Por que o Senhor vai querer visitar-me ? Não sou ninguém especial,nada tenho para oferecer-Lhe.

NARRADOR: Preocupada, recordou o vazio reinante nas estantes de sua cozinha.

RUTH: Aí, não! Nada tenho em casa. Terei que ir ao mercado e comprar alguma coisa para o jantar.

NARRADOR: Ruth colocou um agasalho e se apressou em sair. Um pão francês, um pouco de peru e uma caixa de leite... Guardou um pequeno troco que deveria durar até a segunda-feira. Mesmo assim, sentiu-se bem e saiu a caminho de casa, com sua humilde compra.

HOMEM: Olá,senhora, pode nos ajudar?

NARRADOR: Ruth estava distraída pensando no jantar,que não viu duas pessoas no corredor. Um homem e uma mulher, os dois vestidos com pouco mais que farrapos.

HOMEM: Olhe, senhora, não tenho emprego. Minha mulher e eu temos vivido na rua. Está fazendo frio e estamos sentindo fome. Se a senhora pudesse nos ajudar, ficaríamos muito agradecidos. ..

NARRADOR: Ruth, olhou para eles com cuidado. Estavam sujos e francamente, ela estava segura de que eles poderiam conseguir algum emprego se realmente quisessem.

RUTH: Senhor, eu queria ajudar, mas eu mesma sou uma mulher pobre. Tudo que tenho são umas fatias de pão, e receberei um hóspede importante para esta noite e planejava servir-Lhe isso.

HOMEM: Sim,senhora, entendo... De qualquer maneira,obrigado.

NARRADOR: O pobre homem colocou o braço em volta dos ombros da mulher, e os dois se dirigiram para a rua.

Aos vê-los saindo, Ruth sentiu um forte pulsar em seu coração.

RUTH:Senhor, espere!
Olhem,querem aceitar este lanche? Conseguirei algo para servir ao meu convidado.
(estendendo com a mão o pacote de lanche).

HOMEM: Obrigado,senhora, muito obrigado.

MULHER: Obrigado!
(Ruth percebe que a mulher tremia de frio)

RUTH:Sabe, tenho outro casaco em minha casa, tome este.
(Ruth oferece o casaco, desabotoa-o e coloca sobre os ombros da mulher).

MULHER: Obrigada,senhora, muito obrigada!

NARRADOR: Sorrindo, voltou o caminho de casa....sem casaco e sem lanche para servir a seu convidado.
Ruth estava tremendo de frio, quando chegou à porta de sua casa.
Nada tinha para oferecer ao Senhor.
Procuravaa chave, rapidamente, na bolsa,quando viu outra carta na caixa do correio.

RUTH: Que raro, o carteiro nunca vem duas vezes ao dia!
(Ela apanha a carta e abre)

JESUS: Querida Ruth:
Que bom vê-la novamente. Obrigado pelo delicioso lanche e pelo esplêndido casaco.
Com amor,
Jesus.

************ ********* ********* **


Vinde, benditos de meu Pai, possui por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo.
Porque tive fome e me destes de comer.
Tive sede e me destes de beber.
Era estrangeiro e me hospedastes;
Estava nu e me vestistes;
Adoeci e me visitastes;
Estive na prisão e fostes ver-me.
Então os justos lhe responderão,dizendo:
Senhor,quando te vimos com fome, e te demos de comer?
Ou com sede, e te demos de beber?
E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos?
Ou nu, e te vestimos?
E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te?
E, respondendo o Rei dirá: Em verdade vos digo que, quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmão, a mim o fizestes.
(MATEUS - 25:34-40)

Nenhum comentário:

Postar um comentário